Make your own free website on Tripod.com

ReVendo

"...não que já seja perfeito, mas prossigo para o alvo..."

Número 012, 02 de fevereiro de 2001

Lúcio César Menezes

Página Inicial

Números anteriores

Clique aqui se desejar receber o ReVendo diretamente em seu e-mail

   

Conteúdo

Família

Liderança

Páginas sugeridas


Família

Em pesquisa realizada com casais foi feita a pergunta: em sua opinião, o que pode contribuir para um casamento bem sucedido e agradável?

As respostas incluíram em torno de dez sugestões que, colocadas em prática, ajudariam a manter o casamento em bom nível de qualidade. Vejamos algumas das sugestões, observando que, em sua maioria, são bem simples e fáceis de fazer. Basta ter disposição.

1. Oração: Bastante citada, a prática de oração pelo casal aparece como forma de aumentar a intimidade, a confiança e a transparência. Estimula a idéia de que os dois estão juntos, lutando lado a lado pelo bem estar da família.

2. O cônjuge, seu melhor amigo: a confiança envolvida num relacionamento de amizade facilita bastante nos momentos difíceis pelos quais o casal pode passar. Saber que o outro é um amigo em quem se pode confiar, que lhe apoia e deseja o melhor, permite um coração mais aberto e uma comunicação mais eficiente. Afasta a ansiedade, pois não há a desconfiança de que o outro está tentando sabotar o relacionamento.

3. Paciência: ninguém consegue viver o tempo todo de forma agradável e satisfatória para o cônjuge. Erros, esquecimentos, palavras injustas, falta de consideração podem acontecer em qualquer relacionamento. São momentos assim que nos desafiam a ter paciência um com o outro. É sempre bom lembrar que, amanhã, poderemos estar precisando da mesma paciência que hoje oferecemos.

4. Diga algo agradável, todos os dias: elogios fazem muito bem ao relacionamento. Não caia na armadilha de pensar que o cônjuge sabe que você ama, reconhece, se agrada, é feliz por viverem juntos e formarem uma família. Falar coisas boas para o outro, diariamente, pode fazer muito bem ao seu casamento.

Semana que vem relacionaremos outras sugestões. Como eu disse, não são sugestões impossíveis, trabalhosas ou caras. São atitudes simples, mas que podem trazer resultados surpreendentes.

Liderança

A ansiedade pode ser um problema sério na vida do líder. A distância entre seus sonhos, visões e metas e os resultados alcançados pode levar a um estado em que a alegria de servir desaparece.

Muitas vezes, o líder deixa de experimentar a alegria do Senhor (Neemias 8:10) por estar ansioso. Age como se os resultados dependessem apenas de sua habilidade e influência, esquecendo-se da atuação divina.

O apóstolo Paulo mostra como superar os efeitos danosos da ansiedade, sugerindo os seguintes remédios: fé, oração e gratidão.

Um líder precisa agir com fé. Crer em Deus e em Sua capacidade de suprir todas as necessidades significa descansar em Sua provisão. Alvos, metas e planos estão sob o controle final do Senhor, suficiente e capaz de dar o melhor para os seus servos.

Ao orar, o líder está dividindo a responsabilidade com Deus. Se você não ora enquanto lidera, assume toda a responsabilidade, reduzindo a liderança eclesiástica a técnicas e habilidades humanas. A oração nos permite alcançar a ajuda de Deus para que cubra as áreas que estão fora de nosso alcance. Podemos fazer nossa parte com responsabilidade e seriedade, certos de que Deus abençoará e atuará de forma sobrenatural naquilo que for necessário.

O recurso da oração nos ajuda a descansar, a liberar a ansiedade e o medo de não alcançar os objetivos propostos. É hora de agradecer. Precisamos agradecer por tudo que Deus já nos deu e por tudo que fará. É bom lembrar de cada vitória, de cada luta, bens conquistados, pessoas com quem nos relacionamos e, até mesmo, pelos fracassos.

Não se trata de pensamento positivo, mas o descanso verdadeiro em Deus, fonte da paz verdadeira (Fil. 4:9).


Sites interessantes

Confira estes endereços:

Vida Cristã

Site com estudos bíblicos, informações sobre personagens bíblicos, indicações para leituras e muito mais. Confira.

Theológicos

Estudos sobre seitas, Missões e Apologética.  


Página inicial

Números anteriores